Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





C…. de Caju

por Ana Catarina Tavares, Nutricionista, em 12.10.15

Na realidade os cajus são as sementes que adere ao fundo da castanha-de-caju (fruto do cajueiro). Sendo assim o caju não é exatamente um fruto mas um pseudofruto. Os cajueiros são árvores nativas das áreas costeiras do nordeste brasileiro.

 

Os exploradores portugueses levaram os cajueiros a partir deste país e introduziram-nos noutras regiões tropicais como a Índia e alguns países africanos. O cajueiro foi sempre um recurso valorizado devido à sua madeira preciosa, bálsamo de caju e de caju, mas a própria castanha de caju não ganhou popularidade até o início do século XX. Hoje, os principais produtores comerciais de caju são a Índia, o Brasil, Moçambique, Tanzânia e Nigéria.

Os cajus são boas fontes de energia, hidratos de carbono, proteínas, gorduras, fibras alimentares, vitaminas do complexo B, vitamina C, cálcio, zinco, manganês, magnésio, ferro, fósforo, fibras, potássio e inúmeros outros nutrientes e substâncias químicas. O manganês e magnésio ajudam na formação de tecido e células e o magnésio reduz a pressão arterial.

O caju apresenta um teor de gordura mais baixo do que a maioria dos outros frutos secos. Aproximadamente 82% da sua gordura é insaturada e desses 66% são mono-insaturadas. Esses 2 tipos de gorduras insaturadas têm um efeito positivo para a saúde. A substituição de gorduras saturadas por insaturadas ajuda a diminuir o nível de colesterol no sangue. O corpo necessita de gorduras para que o corpo absorva as vitaminas A, D, E e K.

Estudos realizados em diabéticos, por exemplo, mostram que estes tipos de gordura quando adicionadas a uma dieta saudável pode ajudar a reduzir os níveis elevados de triglicéridos. Os níveis elevados de triglicéridos estão associados a um risco aumentado de doença cardíaca.

Os cajus contêm o aminoácido essencial L-triptofano que ajuda a reduzir os níveis de ansiedade e ajuda a adormecer pelo que é considerado um antidepressivo e ansiolítico natural.

Tal como todos os frutos secos são bastante calóricos, apesar de bastante saudáveis, pelo que devem ser introduzidos numa dieta equilibrada, variada e completa, numa dose entre as 25 e as 30 g por dia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:31



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D


Links

  •